quarta-feira, 29 de junho de 2011

ONDE ESTÁ, MEU PRÍNCIPE PORTUGUÊS, QUE TOCOU MINHA VIDA?

Eu te procurei a vida inteira e até hoje, nunca te encontrei. Quando penso que é você, a vida me mostra que me enganei de novo pois só eu achei e o outro não me achou.

Houve um tempo, que não acreditava mais e desisti de tudo principalmente de você. Achei que não existia e como sempre fui chamada de "Alice no país das maravilhas", me cansei e me contentei com o vazio de você existir só em meus sonhos......mas não sonhava mais, então te matei dentro de mim.

De repente, do nada, sem um porquê, não sei em que determinado momento, palavras ou suspiros: eu te vi através de uma pessoa. Pode nunca ser você mas pude experimentar a esperança de você existir novamente. Mesmo que seja em meus sonhos, desejos, mas me devolveu a vida que havia se perdido dentro de mim mesmo havendo minha respiração.

Quantas vezes, estamos vivos, estando mortos?
Quantas vezes, cansamos de esperar por esse amor que nunca acontece ou acaba?
Quantas vezes, queremos encontrar no outro, tudo que sonhamos em encontrar em alguém?
Quantas vezes,  nos perdemos, choramos e desistimos nos contentando com qualquer coisa porque não acreditamos mas em nada e ninguém?
Quantas vezes, queremos sair sem destino e andar até encontrar... e voltamos de mãos vazias?
O que tanto procuras? O que tanto queres?

O amor que os filmes, livros, novelas, histórias contam. O que algumas pessoas que se intitulam abençoadas tiveram o direito de ter: amar e serem amadas por um homem de verdade.

Mas o que é um homem de verdade?

Um homem que valorize a mulher que tem, que a trate com respeito, carinho, honra, amor, carinho. Um homem que se cuide, que demonstre esse amor, não se vitimizando ou sendo um carrasco mas com ternura e dedicação. Sendo bom caráter, um ajudando o outro em todos os momentos, até que a morte os separe.

Onde estás?

Juro, pensei que foste meu príncipe português e se escondia atrás dos montes, nas cidades de pedras onde há muitas paisagens bonitas pra se chegar lá.
Pensei que foste tu, com seu sorriso doce, seu olhar sorrindo, seu abraço quente que me protegeria de tudo e todos, sendo meu guardião. Forte, determinado, sabendo o que quer, sendo um homem mas deitando em meus braços como um menino, mostrando sua fragilidade somente para quem te ama.

Para onde fostes?

Me deixaste a te procurar de novo e escorregou entre meus dedos. Deixou que a maldade das pessoas te contaminasse?
Deixou a injustiça e a dor te cegar, não deixando seu coração livre pra me amar?

Um príncipe esta acima dessas coisas, não se deixa misturar com as sujeiras desse mundo, não se permite falar palavras torpes, duras, indelicadas pois sua nobreza é o que o dignifica.

O que a vida fez contigo?
O que permitiu que fizessem contigo, deixando sua essência e trilhando por caminhos tortuosos que não te pertencem, me terras inimigas?

Me reconheça: sou sua princesa...talvez imperfeita, mais velha, com uma história de vida diferente, de terras longínquas, atravessando oceanos para encontrar esta tão sonhada cidade das pedras, dos homens fortes.
Eu sou quem te ama e quer estar ao seu lado para sempre, mesmo deixando de ser um príncipe e virando um plebeu. Eu sou quem quer te trazer para a vida e ver seu sorriso todos os dias, seus lábios pronunciarem palavras doces, como vou ser para você...doce, singela e fiel ao meu amor.

Isso é para meu único príncipe português que esta perdido procurando o que encontrou mas seu coração o cegou, não deixando enxergar o que esta a sua frente: seu verdadeiro amor.

Eu amo tua essência e não tua aparência. Embora sua aparência me agrade muito e é um colírio aos meus olhos. Você me devolveu a esperança de acreditar que o amor existe e tirou essa esperança com sua distância, causando um vazio. Onde estão as cores que alegraram os meus dias cinzentos? Estão em seu sorriso? Estão na sua fala? Ou eu enxerguei o que queria enxergar e sentir mas nunca nada foi real?

3 comentários:

  1. Lindoooooo!!!!! bjosssssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, amiga...bjs...Katia

    ResponderExcluir
  3. Nossa, to me sentindo assim. Será que fantasiei uma história que nunca existiu??? Bjsss querida.

    ResponderExcluir

VOU FICAR MUITO CONTENTE SE VOCÊ DER UM POUCO DO SEU TEMPO PARA ME DEIXAR UM RECADINHO,OBRIGADA. DEUS O ABENÇOE.