sexta-feira, 27 de agosto de 2010

AS PRISÕES EMOCIONAIS NÃO TEM GRADES.

Estou tendo aulas de "inclusão educacional" e aos poucos chegamos a conclusão que de longe que de perto, ninguém é normal e somos todos especiais. Então como olhar para as pessoas com deficências com tanta repugnância, se a própria pessoa não é normal.
Um psicólogo falou para mim uma vez que todos, sem excessões, somos neuróticos e cada vez mais percebo que isso bate com a realidade.
Uma diferença berrante em mim é que eu assumo minhas imperfeições e se faço algo errado enquanto a maioria esconde, mostra uma aparência de vida perfeita e fútil, e acha que isso é o normal. Tudo bem, que existem pessoas que não estão preparadas para se expôr, se assumirem e enxergarem suas próprias limitações e outros usam de auto-negação para se protegerem, se esconderem ou não abrir o "seu quartinho de entulhos" que tanto guardam.

Conversei com minha prima, antes de escrever este texto e me acalmei pois é horrível viver uma situação em que você fica em cima do muro.
Ela me falou algo simples mas o mais importante: devo orar a Deus e esperar e deixar que Ele haja em minha vida e não escutar várias pessoas e ficar cada vez mais confusa. Devo escutar somente a voz de Deus e para de me preocupar com as acusações de pessoas que se dizem cristãs ou não.
Estão vendo como sou falha, acabo vivendo em função do que os outros vão pensar de mim e agora lembrei mais uma frase que uma pastora falou comigo duas vezes: temos que ter certeza de quem nós somos perante o Sennhor e ver nossa consciência diante Dele, se sabemos isso...as opniões dos outros não irão fazer tanta diferença.
Eu gosto muito do meu marido, como um grande amigo e irmão em Cristo mas não como o homem da minha vida, ao mesmo tempo não queria que desse errado mas como vai prevalecer sem amor?

Queria tanto amá-lo mas gostei muito dele e devido a decepções foi magoando até acabaar...hoje, não tenho mágoa mas não sinto nada.

Tenho muita fé e ainda falei com uma pastora que aos meus olhos humanos, não via por onde dar certo por falta de amor mas acreditava no poder de Deus pois o meu casamento, parece com o princípio da vida na Terra. (...a Terra era sem forma e vazia e tudo Ele fez...)
Se for de Deus ou da vontade Dele, isso pode ser feito mas acreditaria se da parte do outro houvesse mais empenho em buscar a Palavra de Deus, orar, jejuar, buscar a Deus...porque eu lutar sozinha por um casamento sem amor, fica complicado enquanto quem diz que ama não faz nada para isso acontecer...nada cai do céu...tudo é uma busca, Deus vê nosso esforço.
Só sinto minha vida sem graça, sem paixão, motivação, amor, expectativa, sonhos, objetivos, etc, porque tenho tudo isso mas conviver com uma pessoa que só vive a cada dia, sem nada diferente esperando a morte chegar porque isso faz parte da vida e é a GRANDE TRAGÉDIA GREGA...ninguém merece...acaba com o ânimo de qualquer um.
Quero fazer tantas coisas...tantas que nem sei se vai dar tempo, pela minha idade mas quero ser daquelas velhinhas bem jovens de espírito e corpo saudável, não assanhada...rs.


E, conviver com alguém tão disprovido de ambição em qualquer área da vida, é desanimador.
Sorriso, maquiagem não quer dizer nada. Quantas pessoas me olham e falam de como estou bem e bonita enquanto dentro de mim estou distruída emocionalmente?
E, em outras, estou quietinha, sem maquiagem (sou pálida mesmo e ficam achando que estou doente, enche o saco), as pessoas ficam questionando o que eu tenho que estou mal e naquele dia estou ótima...geralmente, são as pessoas mais influenciadas pelas aparências, isto é, valores efêmeros mas hiper valorizados por nossa sociedade atual.
Bom, continuo com o mesmo problema, me sentindo prisioneira das minha emoções. Só mudou o perfil do relacionamento e não é um mau-caráter que estou apaixonada, com abstinência de afetividade mas eu que estou desprovida de afetividade, sendo que sou um mel. só.
Hoje, ontem, estava um dia lindo, ótimo para fazer minhas caminhadas para perder os quilos mais rápido, até acordei mais cedo mas não consegui sair de casa nem para isso e nem para um debate sobre ética na faculdade e são coisas que quero muito, como outras mas fico paralisada pensando dia e noite, neste mesmo assunto: separar ou não, eis a questão?
Quem eu queria não me quis e quem me quis, eu não queria...quantos desencontros:
-POXA!DEUS, POR FAVOR, COLOCA UNS BOTÕES DE CONTROLE EM NOSSO TURBILHÕES DE SENTIMENTOS E EMOÇÕES PARA FICAR MAIS FÁCIL: AGORA, VALE À PENA AMAR...ON...ESSE SENTIMENTO OU POR ESSA PESSOA NÃO QUERO, ELA É MÁ...OFF.

Enquanto isso, vou tentar colocar minhas idéias em ordem e esperar um pouco, respirar fundo e tentar me ouvir, sem meus medos.
Ontem, na aula, a professora falou que nada pode nos obrigar a ficar ao lado de quem nos faça mal. Que o auto conceito vem do que ouvimos em nossa infância de nós e isso ficou internalizado no nosso inconsciênte que, de vez em quanto, vem à tona.

Estou aqui, continuando a pensar, refletir, questionar e buscar forças em Deus, em mim, na vida para não ficar perdendo o tempo que não volta mais por não conseguir falar não ao que me faz mal por outros medos e fatores internos...
QUERO SER LIVRE, LIBERTA...LIBERDADE INTERNA...RESPIRAR PROFUNDAMENTE A VIDA E NÃO FICAR ESPERANDO A MORTE CHEGAR...HÁ VIDA, HÁ ESPERANÇA, HÁ LUTA E VITÓRIA, AINDA MAIS PRA QUEM TEM DEUS, NO CORAÇÃO.

Um comentário:

  1. Nossa estou completamente assustada,pelo pouco que li do seu blog,parece que estou me vendo,o que vc sente eu sinto,sou evangélica tb,mas estou me vendo em seu blog,não tem nada que seja diferente,as mesmas dúvidas,os mesmos sentimentos,eu apena s fui procurar o tal salÃo que uma amiga me indicou e cai aqui,estou calejada das coisas que passei com meu marido,mas só sei escutar que o que Deus uniu o homem não pode separar,perdoei mas nÃo esqueci as coisas que eu vi e passei,tenho apenas 26 aninhos estou sofrendo bastante com muita coisa acontecendo em minha vida,minha família não é evangélica,por eles eu já estava vivendo outra vida,sempre fui uma pessoa alegre,vaidosa,independente,mas depois do casamento e com as mágoas ganhei peso,me senti um lixo o que ainda restou em mim foi a vaidade mais usada para mascarar minha tristeza interna!!!Olhe se pudrmos conversar mais por um email eu adoraria,pois achei alguém que pensa como eu!Meu email é fecicareli@hotmail.com

    ResponderExcluir

VOU FICAR MUITO CONTENTE SE VOCÊ DER UM POUCO DO SEU TEMPO PARA ME DEIXAR UM RECADINHO,OBRIGADA. DEUS O ABENÇOE.