sábado, 2 de janeiro de 2010

POR QUE QUEREMOS APLAUSOS?


Hoje, conversando com meu marido e meu tio que é músico, refletimos sobre várias coisas e a que mais marcou para mim foi este assunto: "aplausos".

Notei que é inerente ao ser humano, querer ser valorizado, querido pelo que é ou pelo que faz e muitas vezes sem perceber.
Quantos pastores, cantores gospel ou ministros de louvor querem a glória pra si e se sentem o máximo...se sentem verdadeiras estrelas.
Exigem mil coisas para se apresentarem e cobram cachês altíssimos...acho absurdo pois louvam a Deus.
É muita vaidade, ostentação, luxúria porque todo o humano gosta dessas coisas.
Lúcifer caiu pela inveja, vaidade, querer ser mais do que Deus.

E, quantos de nós se achamos Deus de nós mesmos, se achamos tantas coisas e melhores do que todos...disputamos quem sabe mais...quem é o melhor em alguma coisa...quem tem mais coisas...dinheiro ou dentro da igreja: quem tem o cargo mais alto, quem tem mais dons espirituais, etc.

Rei Salomão: mais sábio que já existiu, mais rico, tinha todas as mulheres que desejava e no fim de sua vida escreveu este livro:

Eclesiastes 1

1 ¶ Palavras do pregador, filho de Davi, rei em Jerusalém.
2 Vaidade de vaidades, diz o pregador, vaidade de vaidades! Tudo é vaidade.
3 Que proveito tem o homem, de todo o seu trabalho, que faz debaixo do sol?
4 ¶ Uma geração vai, e outra geração vem; mas a terra para sempre permanece.
5 Nasce o sol, e o sol se põe, e apressa-se e volta ao seu lugar de onde nasceu.
6 O vento vai para o sul, e faz o seu giro para o norte; continuamente vai girando o vento, e volta fazendo os seus circuitos.
7 Todos os rios vão para o mar, e contudo o mar não se enche; ao lugar para onde os rios vão, para ali tornam eles a correr.
8 Todas as coisas são trabalhosas; o homem não o pode exprimir; os olhos não se fartam de ver, nem os ouvidos se enchem de ouvir.
9 ¶ O que foi, isso é o que há de ser; e o que se fez, isso se fará; de modo que nada há de novo debaixo do sol.
10 Há alguma coisa de que se possa dizer: Vê, isto é novo? Já foi nos séculos passados, que foram antes de nós.
11 Já não há lembrança das coisas que precederam, e das coisas que hão de ser também delas não haverá lembrança, entre os que hão de vir depois.
12 ¶ Eu, o pregador, fui rei sobre Israel em Jerusalém.
13 E apliquei o meu coração a esquadrinhar, e a informar-me com sabedoria de tudo quanto sucede debaixo do céu; esta enfadonha ocupação deu Deus aos filhos dos homens, para nela os exercitar.
14 Atentei para todas as obras que se fazem debaixo do sol, e eis que tudo era vaidade e aflição de espírito.
15 Aquilo que é torto não se pode endireitar; aquilo que falta não se pode calcular.
16 Falei eu com o meu coração, dizendo: Eis que eu me engrandeci, e sobrepujei em sabedoria a todos os que houve antes de mim em Jerusalém; e o meu coração contemplou abundantemente a sabedoria e o conhecimento.
17 E apliquei o meu coração a conhecer a sabedoria e a conhecer os desvarios e as loucuras, e vim a saber que também isto era aflição de espírito.
18 Porque na muita sabedoria há muito enfado; e o que aumenta em conhecimento, aumenta em dor


Percebi que depois de algum tempo de blogueira, queria ver os aplausos em forma de comentários ou de seguidores e algumas vezes, fiquei triste porque não havia comentários ou porque não havia aumentado meus seguidores...aplausos.


Cai na minha própria armadilha...rs...vaidade...sendo que eu entrei nesse mundo porque amo escrever, quero me aprimorar, quero dividir com as pessoas experiências, ajudar quem eu puder, dar um pouco de amor e carinho pra quem esta preparado para receber, alcançar algum coração triste e dizer a ele que em algum lugar existe alguém que vive, chora, ri, e é tão humana quanto qualquer um. Um jeito de dizer você não esta sozinho, estou aqui sempre.


Ou apenas uma maneira de eternizar minha existência, sem nada tão novo, como disse Salomão, mas com verdade de sentimentos, sem máscaras, uma vida única com sua individualidade e peculariedade.


Vou ficar atenta para não esperar valorização das pessoas, que muitas vezes não enxergam nem a si mesmas e não se valorizam, como poderão valorizar os outros.


Não vou ficar triste quando não tiver mais "aplausos" porque o fato de eu viver e respirar é um aplauso de Deus, me dando o dom de estar viva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VOU FICAR MUITO CONTENTE SE VOCÊ DER UM POUCO DO SEU TEMPO PARA ME DEIXAR UM RECADINHO,OBRIGADA. DEUS O ABENÇOE.