segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

FALANDO SOBRE AMIZADE:


Este ano eu tive 3 decepções com amigas mas com cada uma aprendi alguma coisa:
Amiga "S": eu fiquei com pneumonia, como escrevi em posts anteriores e senti falta que essa amiga se importasse comigo, ainda mais se tratando de uma irmã em Cristo mas ao cobrar ela de ter perguntado como eu estava, ligado ou qualquer coisa...ela me disse que isso era depender de amigos e que não ligava porque ela não cobrava isso de ninguém.

Que amizade era coisa do demônio e que só era irmã em Cristo.

Nossa! Fiquei arrasada. Tentei ser como ela: seca...sem aproximação, fria, sem amor, só uma colega porque amizade, pra mim, é bem diferente...quanto mais irmão em Cristo.

Mas não consegui. Fiquei uma semana assim com ela mas depois voltei a ser eu mesma e percebi que algo deve ter acontecido pra ela se fechar tanto e ser limitada na arte de amar e ser amada, como amiga. Tem pessoas que não gostam ou se sentem encomodadas quando amadas, estranho mas é uma verdade.

E, escrevi tudo a ela dizendo que não vou ser igual a ela, que vou ser amiga e amá-la incondicionalmente, porque faz parte da minha essência e tudo bem...

Até hoje ela não me respondeu e não estou ficando triste por isso...percebi que tenho que aceitá-la com suas limitações, do jeito que ela é e não do jeito que eu queria que ela fosse.



Amiga "L": essa, logo que conheci, aprontou uma traição bem grande com uma amiga que acho que não era amigas de verdade...pensei o que fazer naquela situação pois havia uma vítima e outra culpada. Como fazia pouco tempo que as conhecia e meu marido era amigo de todos, resolvi fazer "vistas grossas", isto é, fingir que nada aconteceu e ser neutra.

Então, esta amiga fez de tudo para me conquistar, se aproximando muito...se mostrando frágil, amiga, querendo minha presença direto e participando da minha vida.

Ao mesmo tempo ela fez amizade com uma moça muito estranha e de muitas dúvidas a seu respeito mas até aí, cada um faz o que quer. Essa mulher aprontou uma comigo e meu marido, do nada, até hoje não entendi e não há possibilidade de diálogo porque é uma pessoa que joga, menti, é grosseira mas do outro lado se mostra uma ótima pessoa e manda presentes direto para a amiga "L" e seu marido.

Concluindo: esta "amiga" que nunca foi, quando fiquei doente, sumiu e depois ligou (eu nem queria mais falar com ela)e me falou: sabe, eu não gosta que gostem tanto de mim como vc esta gostando. Não gosto de amizade assim.

E, mandou um e-mail deixando bem claro que estava do lado da outra moça ou que simplismente, não queria saber.


Nossa! A ficha caiu na hora. Senti a voz do Espírito Santo dentro de mim falando: -o que vc esta sentindo agora, é o mesmo que a outra moça sentiu quando vc foi indiferente e foi neutra.

Ainda mais que a outra era,antes de mais nada, minha irmã em Cristo e essa não.

Então, foram 2 coisas em uma: ter ficado do lado dessa moça porque ela dá presentes e eu não, além de saber que estávamos certos e não nos defender. E, ainda, ter conquistado tanto minha amizade a ponto de me doer por ela, como se fosse uma irmã de sangue e a pessoa desfazer do seu amor, amizade por causa de coisas materiais ou por não saber o que é amizade de verdade.

Tenho certeza que minha amizade valia mais que uma máquina digital fotográfica.

Depois disso tudo pra mim, ficou bem claro que nunca houve amizade...foi tudo uma grande mentira...estou resumindo mas teve mais alguns detalhes.



Amiga "J": essa me surpreendeu muito porque a conhecia uns 6 anos e sabia que tinha problemas psiquiátricos mas era uma pessoa que conhecia muito a Palavra de Deus. Eu sou muito sincera, não gosto de guardar o que sinto e penso mas sem baixarias. E, quando fui casar ela queria ser madrinha e claro que seria pois á considerava uma de minhas melhores amigas. Só que na véspera, ela me dá uma toalha de rosto com um cortador de queijo e fala que foi o mais barato que encontrou na lista de casamento que fiz. Me fala que comprou brinco de ouro, um corretivo ou base caro mas pra mim, deu qualquer coisa.

Me senti uma amiga de lixo porque é um momento especial que não acontece todo ano.

Depois disso, minha cabeça ficou o dia todo pensando nas contradições que ela falava e demonstrava o tempo todo e eu não via ou não queria ver porque o amor nos cega.

Devolvi o presente e depois escrevi tudo que pensei e o quanto me senti enganada por ela todo esse tempo...uma mulher da igreja já havia me falado tudo o que eu vi mas além de eu nunca ter contado a ela pra não fazer fofoca, achei que era mentira ou exagero.

De repente, veio o "insight", enxerguei tudo que em 6 anos nunca havia enxergado.

Ela pediu desculpa e disse que não era bem assim mas que reconhecia que havia errado comigo e eu a perdoei de coração.

Depois, pedi desculpa em público pois poderia ter exagerado no momento em que percebi várias coisas que me deixaram chateada.

Penso que dentro de uma amizade, pode haver desavenças, discussões mas depois tudo passa e fica normal. Mas decobri mais uma coisa que ela não é assim.

Ficou cheia de mágoa, raiva, rancor, ódio, não quis mais minha amizade e falou que não ía ter mais amizade com ninguém pra não ter que escutar alguém falar coisas dela para ela. (seriam verdades que ninguém quer ver e muito menos que mexam nelas pois estão bem guardadas e escondidas)

Quem diria que aquela amiga que eu considerava como irmã, tinha uma amizade mas com algum interesse ou não sei...

Alguém que era tão íntima e irmã, onde uma ajudava a outra e aceitava como era...no final não era nada disso.

Sei que cada coisa e pessoa tem seu tempo para ser assimilado e perdoado e o perdão vem de Deus e não de nós...mas foi outra decepção.

Ela veio em casa, quando estava com pneumonia e falou, falou e não falou nada e sabia que ela queria dizer que me perdoava para poder tomar Santa Ceia mas não conseguiu e mesmo assim, disse que queria desabafar e se sentir melhor. ( justo quando o outro esta numa cama com febre alta, sem conseguir levantar?)

E, ainda foi levar testemunho e tomar Santa Ceia sendo que estava com o coração cheio de raiva de mim...sei que isso é com Deus e não comigo mas nós falávamos tanto de hipocresia e ela caiu nisso e talvez, nem percebeu.

Eu falei para ela que já havia pedido perdão, agora se ela ía conseguir me perdoar ou não, era ela com Deus, já não podia fazer mais nada pois meu coração estava limpo.

Acabou por parte dela, bem declarada e como disse a ela da minha parte continuava a mesma amizade pois quem não tem defeitos?



Deus tirou essas 3 pessoas e colocou outras maravilhosas. Continuo acreditando em amizade e no ser humano.

E, penso que, quando uma amizade acaba é porque nunca foi amizade de verdade.

Quando é uma amizade verdadeira: pode ter desentendimentos, diferenças mas os dois superam isso e continuam caminhando, separados ou juntos, mas como sentimento de amizade igual e até maior do que antes.

4 comentários:

  1. Nosssaaaaa.... como você se expressa bem. Não te conheço pessoalmente, mas quase me pareceu te conhecer ha muitos anos. Estou encantada com seu jeito sincero e a sua maneira de expressar seus sentimentos. Eles são tão claros como a luz do dia. Katia, você é emoção verdadeira e pura na flor da pele. As vezes bom, as vezes ruim pra você mesma. Mas sabe, particularmente, penso o quanto é melhor ter amizade com pessoas tão verdadeiras quanto você. É muito gostoso ler tudo que você escreve sabia, por causa de sentir tanta verdade em suas palavras. Parabéns mais uma vez! (Ainda bem que não tinha "Amiga D" nesta sua lista....rsrs!!! Beijos

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, amiga Dora,...rs...vc falou uma grande verdade, não sei se ser assim é tão bom pra mim mas é minha essência, não tenho como mudar porque já tentei e não dá. Meu marido fala que eu peco por inocência, achando que todos são bons e não são. O que estou tentando é tomar mais cuidado, me protegendo do podem armar contra mim...agradeço suas palavras de coração, me fez muito bem...mil bjs e me add no orkut.

    ResponderExcluir
  3. Graças a Deus que encontrei o seu blog, pois só assim pude perceber que eu não era a única a encarar a amizade com tanto amor e dedicação.
    Decepções com amigas já tive várias, mas duas delas acabaram com a minha vida...
    Hoje, sinto como se o meu chão tivesse sido retirado e eu estivesse em queda livre...

    ResponderExcluir
  4. Depois de anos, pude perceber que Deus fez tudo certo. Na hora não vemos e demora muitas vezes. Eu só percebi hoje que tudo foi uma aprendizagem e apesar das dores e decepções, valeu a pena. Tudo muda e eu mudei. Vc vai ver depois que sarar as feridas...bjs.

    ResponderExcluir

VOU FICAR MUITO CONTENTE SE VOCÊ DER UM POUCO DO SEU TEMPO PARA ME DEIXAR UM RECADINHO,OBRIGADA. DEUS O ABENÇOE.